Plantas nativas da Mata Atlântica – e implicações quanto à origem das plantas

23/02/2021 16:12

 

BIBLIOGRAFIA:
BRASIL, Ministério do Meio Ambiente. Secretaria de Biodiversidade e Florestas – Comissão Nacional de Biodiversidade (CONABIO) – Estratégia Nacional Sobre Espécies Exóticas Invasoras, 2009.

BRIGHENTI, A. M.; OLIVEIRA, M. F. Biologia de Plantas Daninhas. Biologia e Manejo de Plantas Daninhas. 2011

EMBRAPA. Glossário de Recursos Genéticos Vegetais. 1ª edição. Brasília: SPI – Serviço de Produção de Informação, 1996.

Flora Digital do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina; Disponível em: <http://www.ufrgs.br/fitoecologia/florars/index.php?pag=apresenta.php> Acessado em: 13/01/2021

Flora de Santa Catarina; Disponível em <https://floradesantacatarina.wordpress.com> Acessado em: 13/01/2022.

MATOS, Christiano da Conceição de et al. Influência das interações planta daninha-microbiota do solo sobre a capacidade competitiva vegetal e a mineralização rizosférica da matéria orgânica. 2017

PALEARI, L. M. Plantas Ruderais: O mato que alimenta, protege e embeleza o ambiente. Rede Sans, Guia Alimentar, 2015.

PROENÇA, M. D. S., et al. “Espécies Nativas E Exóticas No Ensino De Ciências: A Construção De Práticas Educativas Para O Ensino Fundamental”. Revista Contexto & Educação; vol. 32, n. 103, dezembro de 2017, p. 213. DOI.org (Crossref) , doi: 10.21527 / 2179-1309.2017.103.213-247.

SANTOS, Edson Aparecido dos et al. Occurrence of symbiotic fungi and rhizospheric phosphate solubilization in weeds. Acta Scientiarum. Agronomy, v. 35, n. 1, p. 49-55, 2013.

TROPICOS.ORG. Jardim Botânico de Missouri. 13 de janeiro de 2021 <http://www.tropicos.org/Image/100194255> Fotógrafo: Germaine A. Parada CC-BY-NC-SA

ZILLER, S. R. Plantas exóticas invasoras: a ameaça da contaminação biológica. Revista Ciência Hoje; v. 30, n. 178, p. 77-79, 2001.